UOL Esporte - Copa 2006UOL Esporte - Copa 2006
UOL BUSCA

Marcos Senna



Marcos Antônio Senna Silva

EFE

Nascimento: 
17/07/1976, em São Paulo (BRA)

Peso: 73 kg

Altura: 1,77 m

Posição: volante

Clubes: São Paulo-BRA (1989-1991), Rio Branco-BRA (1994-1998), América-BRA (1998), Rio Branco-BRA (1999), Corinthians-BRA (1999-2001), Juventude-BRA (2001), São Caetano-BRA (2002), Villarreal (2002-2006)

Títulos: Campeonato Brasileiro (1999), Mundial de Clubes da Fifa (2000)

Copas: 1 (2006)

Nascido em São Paulo, Marcos Senna nunca teve grandes oportunidades entre as maiores equipes do futebol brasileiro. Começou nas categorias de base do São Paulo, mas chegou a pensar em parar ao ser dispensado após três anos no clube.

Voltou a treinar apenas em 1994, dessa vez no Rio Branco de Americana. No time do interior paulista, conseguiu melhorar seu futebol e, após uma breve passagem pelo América de Rio Preto, foi contratado pelo Corinthians.

Em 1999, a equipe da capital tinha um verdadeiro esquadrão, com Vampeta e Rincón, entre outros, disputando posição no meio-campo. Diante da forte competição e atrapalhado por uma grave lesão, o jogador teve poucas chances de jogar.

Passou sem muito destaque por Juventude e São Caetano nas temporadas seguintes até que foi levado para a Espanha pelo Villarreal, então apenas uma equipe intermediária no país europeu.

Alguns anos e outras contusões mais tarde (machucou o mesmo joelho duas vezes com gravidade e ficou muito tempo afastado), o volante conseguiu se firmar no clube, que cresceu bastante com as chegadas dos argentinos Sorín e Riquelme, do uruguaio Forlán, entre outros reforços.

Quando tudo parecia começar a dar certo para o brasileiro, sua carreira sofreu outro duro golpe. O bom começo na temporada 2004/2005 foi interrompido por uma suspensão de três meses após um exame antidoping encontrar vestígios de uma substância proibida em seu organismo.

Marcos Senna voltou a jogar em janeiro do ano passado, ajudando o Villarreal a terminar em terceiro lugar no Campeonato Espanhol e se classificar para a Liga dos Campeões da Europa.

Forte na marcação, taticamente disciplinado, bom passador e dono de um forte chute de longa distância, o volante brasileiro logo chamou a atenção de Luis Aragonés, treinador da seleção da Espanha.

Foi Aragonés quem o incentivou a buscar a cidadania espanhola, oferecendo a ele sua última chance de disputar uma Copa do Mundo. Como nunca havia defendido a seleção brasileira, o jogador aceitou a proposta e se naturalizou em julho de 2005.

Marcos Senna não teve tempo de disputar as eliminatórias européias para a Copa do Mundo da Alemanha, mas foi convocado para o primeiro amistoso da Espanha em 2006, estreando na vitória por 3 a 2 sobre a Costa do Marfim.

Depois disso, o volante ainda ajudou o Villarreal a alcançar a semifinal da Liga dos Campeões da Europa, melhor resultado da história do clube, que acabou eliminado pelo Arsenal, da Inglaterra.

Na Alemanha, Marcos Senna começou a Copa do Mundo como titular. E ele quase marcou um gol na estréia da Espanha, contra a Ucrânia. O brasileiro também foi titular no jogo seguinte, contra a Tunísia. Diante da Arábia Saudita, foi poupado pelo técnico Luis Aragonés, e perdeu a vaga no time no jogo decisivo contra a França pelas oitavas-de-final.

   
 

SELEÇÕES

4-4-2

Área

504.782 Km²

População

40.397.842 hab.

Idioma

Espanhol

Capital

Madri

Moeda

Euro